sexta-feira, 9 de abril de 2010

precipicios


imagem: larry sión/flickr

...precipício das coisas
é o princípio de nós
somos apenas asas
(não pássaros)
e engendramos
voos imaginários
aos paraísos
vislumbrados
nos delírios noturnos.

inexato, me guardo
no hiato
entre a flecha
e o arco
entre o mergulho
e o salto.

impreciso
me busco
no turvo da água
sob os véus de isis.

inexato
me atiro ao alvo
seta cega
rompendo a carne
e antevendo a queda
no...

7 comentários:

Albuq disse...

Me fez refletir, sobre o precipício que há em mim e em minhas ações...

Adrian Dorado disse...

EXCELENTE Danilo me encantó todo: el contenido, el ritmo, el aliento... además de ser verdad,nê?

¡¡¡Un verdadero placer!!!

Abrazos

Benny Franklin disse...

Grande, Dan!
Seus poemas alimentam o mundo.
Boa, Poeta!

Lou Vilela disse...

Forte, filosófico, belo... ;)

Um abraço, meu caro!

MOISÉS POETA disse...

entre a flecha e o arco, entre o mergulho e o salto... teu poema transcende o exato.

eu tiro o meu chapéu...!

grande abraço pra voce !

SROSA disse...

OI DANILO , PARABÉNS GOSTEI MUITO DA SUA POSTAGEM "PRECÍPICIOS"
GOSTARIA QUE VC ME ENVIASSE SEU E-MAIL PRA ENVIAR UM PPS COM SUA POESIA.
ABRAÇOS , S. ROSA

SROSA disse...

OI DANILO PARABÉNS PELA SUA POESIA.
"PRECÍPICIOS"
FORMATEI UM PPS E GOSTARIA DE ENVIAR PRA VC POR E-MAIL.
samarinarosa@hotmail.com