quinta-feira, 19 de agosto de 2010

caballitos de mar


imagem: antonio fernández/flickr

Los caballitos de mar
flutuam, esguios e ágeis
etéreos,
em sua insignificância:
observo-os
e impávido
junto cacos,crostas,
cascas,
partes perdidas
pixels acinzentados
para me recompor
e flutuar como eles:
poemas vida
Saltos no azul.

Um comentário:

Albuq disse...

linda comparação Danilo.