quinta-feira, 25 de março de 2010

mofados

pode chorar, criança
gritar e berrar:
os monstros existem
e vivem, em cada dobra do tapete,
na sombra do abajur
e na claridade da luz:
não, não se vão com o dia
nem com as rezas de mãe
e a braveza de pai:
quando muito, se vão para o porão
e se escondem nos armários
mofados de entulho:

2 comentários:

Fouad Talal disse...

sem dúvida... sempre tem um olhar social!

quanto aos monstros... tenho a impressão que cada dia mais eles sentem medo de nós!

Um abraço!

Albuq disse...

Adorei... esses monstros ainda hoje me perseguem! kkkk

bjs