quinta-feira, 23 de abril de 2009

TESÃO DA PALAVRA


FOTO: aslleponasunbean/FLICKR - cor

Abaixo a palavra-livro
estanque, estática,
Quero a palavra livre
Leve
Quero la palabra
Parabolé
parábola
parangolé
desdobrando enigmas
palabra-oboé
buscando novos tons
de híbridos sentidos
Quero a palavra-prima
prisma
crème de la crème
Quero a palavra-ave
Ensaiando voos
Quero a palavra
Eva
E seus contrários
Dando início à vida
Palavrávida
De outros caminhos
Palagrávida
De luz & lilazes
antikamikazes
Nas estepes frias
Quero a palavra-uva
chuva magenta
A escorrer sacrosumos
Pelos cantos da boca
Quero a palavra
Ava
Diva em technicolor
Derretendo celulóides
Quero a paalavra-ova
Ovo
o novo que se levanta
A anarquia
Contra as vãs hierarquias
Quero a palavra word
sword espada afiada
a talhar gargantas frouxas
Quero a palavra larva
das borboletas
Do vir-a-ser
Quero a palavra Love
Estampada escancarada
Arreganhada nas caras
Nas pernas nos braços
Tatuadas
Nos muros e murros
Quero a palavra urro
Em contraste aos silêncios
Sepulcrais
Sem choros, sem ais,

Quero a palavra
...


Um poema para ser lido em qualquer direreção.

4 comentários:

Cosmunicando disse...

tesão de poema!

Compulsão Diária disse...

Eu também quero ESSA palavra

fernando cisco zappa disse...

tá pralém do bonito
aqui
um instante inclassifi...

aprendo cada dia aqui contigo
a comer palavra
como aprendo com a nina
a comer toda a poesia que ela explode

é a liberdade
a coisa que mais me faz
não é a sina
nem vontade assassina
nada se assina
e
essa sua livre palavra
a matar a sede

evoé poetamanho!

preciso de uns dedos de prosa contigo
se der dê um toque!

ParadoXos disse...

PODEROSO!!!


Abraços meus!