segunda-feira, 2 de abril de 2012

cisco

um poema pro amigo ciscozappa- 
poeta solar, brincriança 
que reinventa versos:
in ventos


pois a vida é risco
na parede branca do universo
singularissimo plural.
é cisco
no olho visionário do verso:
vestal
a vida é surto
é susto
é um curto respiro:
suspiro entre atos

*
Viver-
breve hiato
entre o mergulho 
e o salto.



 *
 *

a  poesia disse não aos homens de palha em clausuras de castelos:-sou pássaro, sou asas,sou vento e não me apetecem brilhos irreais- a poesia disse não e se atirou no vácuo buscando, sabe-se o que.

2 comentários:

cisco zappa disse...

dan, meu generoso amigo

a
gra
deço
o poema
a dedicatória
a lembrança
a partilha
a recíproca

fico feliz e cheio de vida!

somos!

evoé meu caríssimo!

abraços mui ternos.

Adriana Godoy disse...

Danilo, certamente ele ficou muito feliz mesmo. O Cisco merece. Beijo