segunda-feira, 8 de junho de 2009

nos bolsos da bermuda


foto: chuva e sol - flickr/L

Debruço-me sobre meu corpo
E adivinho nuances
De similitudes:
Alço-me
E me calço de luvas
De diamantes
Para tocar sóis brilhantes
E violinos de lua.
E a rua passeia,límpida
Lavada dos raios de chuva
Enquanto asculto
A minha velha canção
Oculta
Nos bolsos da bermuda.

2 comentários:

nina rizzi disse...

:)
muito melhor que levar créditos ;)

POETA E/OU LOUCO disse...

Evohé, poeta!

Gostei muito do blog todo.
Parabéns. Você, diferente da maioria, sabe o que está fazendo.

Abreijos textuais