sábado, 21 de março de 2009

No céu de buñuel

foto - "un chien andalou" by swan of kennet/flickr

A navalha
no olho
o corte
a lua lhena
plena
morta
a sombra
torta
o vortex
o redemoinho.

No fio da navalha
da canalha
na falha do inconsciente
o gesto insano
da mão demente.

E o olhar vazado
esgazeado
turvo como a lua
eclipsada
pelo sangue da nuvem
em sua Iris branca.

um poema inspirado pelo filme " un chien andalou" de buñuel e dali"

Um comentário:

fernando cisco zappa disse...

caramba!

acabo de rever
o cão/chien andalou
e a idade/l'age d'or

e
esse esgazear
com que você
toca o toque
absurreal
me
fez estremecer

preciso
dos estremecimentos
para não congelar
extremos

salve dan!